Home

N.º 193, Set.-Dez. 2016 - Experimentalismo / Ana Hatherly

Por Revista Colóquio/Letras, publicado em 6.10.2016 na secção Notícias

Capa do número 191

Dedicado ao experimentalismo português, o n.º 193 da revista Colóquio/Letras presta homenagem a Ana Hatherly, figura ímpar deste movimento que, na década de 1960, conferiu ao ato poético valores artísticos, políticos e sociológicos assentes numa rutura de vanguarda.
Álvaro Seiça e Rui Torres introduzem o tema e apresentam o Arquivo Digital da PO.EX (po-ex.net), enquanto Manuel Portela explica as possibilidades deste arquivo e revela as estratégias de recodificação digital em textos visuais de Ana Hatherly, E. M. de Melo e Castro e José-Alberto Marques.
Sandra Guerreiro Dias aborda a relação genealógica entre a poesia experimental e a arte da performance portuguesa no século XX. Catherine Dumas analisa o conceito de "forma aberta" segundo Salette Tavares e Maria do Carmo Castelo Branco Sequeira detém-se sobre a ideia de leitura tal como foi equacionada por Ana Hatherly e Alberto Pimenta. Ana Marques Gastão parte do estudo sobre as cores de Goethe para mostrar o modo como Ana Hatherly entende as cores ligadas a uma perceção transcendente da realidade, funcionando no poema visual ou no desenho como assinatura criptografada. Finalmente, Cláudio Alexandre de Barros Teixeira fixa-se nos elementos da escrita oriental incorporados por Ana Hatherly no seu trabalho poético.
Este número apresenta ainda ensaios de Beatriz Peralta García sobre Bocage, de Teresa Carvalho sobre Vasco Graça Moura, de Humberto Brito sobre Fernando Pessoa, e de José Eduardo Reis sobre Jorge Luis Borges. Por último, Maria de Lourdes Soares parte da correspondência inédita de Eduardo Lourenço para falar da censura a que o escritor foi sujeito durante o Estado Novo.
Ilustrado por Sérgio Pombo, o número revela um conto inédito de Isabela Figueiredo, autora de Caderno de Memórias Coloniais.

Por ocasião dos 120 anos do nascimento de José Azeredo Perdigão (1896-1993), publica-se um suplemento dedicado ao primeiro presidente da Fundação Calouste Gulbenkian.

© Fundação Calouste Gulbenkian, 2006-2017