Home
 

HISTÓRIA


desenho de João Filipe Bugalho

Joana Varela

Directora da revista Colóquio/Letras: 1996-2009

Nasceu em 1952, na Marinha Grande, frequentou o Liceu de Leiria e em 1975 licenciou-se em Filosofia pela Faculdade de Letras da Universidade de Lisboa, onde foi aluna de David Mourão-Ferreira. Foi professora do ensino secundário (1975-78) e do Instituto Superior de Línguas e Administração de Santarém (1997-2001). Dirigiu, entre 1980 e 1985, a divisão de Difusão do Livro do Instituto Português do Livro, no âmbito da qual, a nível nacional, colaborou com a Associação Portuguesa de Editores e Livreiros na edição do primeiro Catálogo dos Livros Disponíveis, promoveu as primeiras participações daquela instituição na Feira do Livro de Lisboa e a montagem de diversas exposições, entre as quais, o Pequeno Roteiro da História da Literatura Portuguesa, que viria a ser apresentado no Brasil em 1982 e em Espanha em 1984. Do catálogo dessa exposição, coordenado em conjunto com David Mourão-Ferreira, viria a nascer o Dicionário Cronológico de Autores Portugueses, posteriormente editado pelo Instituto Português do Livro. Organizou as primeiras feiras do livro português em Cabo Verde (1981) e Moçambique (1983) e coordenou a participação do Instituto nas Feiras de Frankfurt entre 1983 e 1985. Delineou um plano de apoio à tradução de autores portugueses no estrangeiro, sendo de realçar o caso de Fernando Pessoa, editado em França por Christian Bourgois.

Apresentou, em 1983-4, uma rubrica literária na RTP e foi, a partir de 1983 até 1988, membro da Comissão de Leitura do Serviço de Bibliotecas Fixas e Itinerantes da Fundação Calouste Gulbenkian. Neste último ano começou a trabalhar na Revista Colóquio/Letras, da qual, por morte de David Mourão-Ferreira, se tornaria directora em 1996. Enquanto tal, prosseguiu a linha já encetada de edição de números monográficos — agora dedicados à literatura medieval portuguesa (n.º142), a David Mourão-Ferreira (n.º145/6), Almada Negreiros e Mário de Andrade (n.º149/50), José Saramago (n.º 151/2), Almeida Garrett (153/4), a João Cabral de Melo Neto (157/8), a alguns importantes prosadores novecentistas (n.º 159/62), às traduções de poesia de David Mourão-Ferreira (nº 163/5) e ao guião do programa televisivo Imagens da Poesia Europeia (n.º 166/9) —, alternando com números de temática variada.

BIBLIOGRAFIA

Traduções: Gilles Deleuze e Félix Guatarri, O Anti-Édipo, 1977; James Joyce, O Gato e o Diabo, 1983; Michel Tournier, Que a Alegria em Mim Permaneça, 1985; Milan Kundera, A Insustentável Leveza do Ser, 1985 (tradução e posfácio); Michel Tournier, O Rei dos Álamos, 1986; Albert Cohen, O Livro de Minha Mãe, 1986; Antoine de Saint-Exupéry, O Principezinho, 1986; Leopoldo Alas, A Corregedora, 1988; Sigmund Freud, Delírio e Sonhos na «Gradiva» de Jensen, 1995. Estudos e Prefácios: Fernanda Botelho, A Gata e a Fábula, 1987; David Mourão-Ferreira, Quatro Tempos, 1996; Francisco Bugalho, Poesia, 1998, «David: à Guitarra e à Viola», in Primavera, Museu do Fado, 2007. Antologias: António Nobre, Só os Melhores Poemas, 1997; Vitorino Nemésio, Se Bem Me Lembro …, 2001. Poesia: Os Amores Perfeitos, 1983.


© Fundação Calouste Gulbenkian, 2006-2011